ATENDIMENTO 24H

(11) 9 6633-9560
(11) 9 9346-5482
(11) 9 9305-3696

FALE CONOSCO

Segunda a Sexta das 9:00 as 18 hs
(11) 2755-0625
0800-591-0645

ÁREA DO CLIENTE

Acionamentos, Contratos e Boletos

Idosos: Ter um cachorro reduz em 40% o risco de demência

A relação entre idosos e seus cães vai além da amizade – pode ter um impacto notável na saúde mental. Um estudo recente, da revista “Preventive Medicine Reports, revelou uma descoberta surpreendente: pessoas com mais de 65 anos que têm cães apresentam uma redução de 40% no risco de desenvolver demência. Vamos explorar como a presença de um amigo de quatro patas pode trazer benefícios emocionais e cognitivos para a terceira idade.

Detalhes da Pesquisa:

Conduzido pelo Instituto Metropolitano de Gerontologia de Tóquio, o estudo envolveu 12 mil moradores japoneses. A conclusão foi clara: idosos que têm cães têm menos probabilidade de desenvolver demência. A razão? A presença do cão incentiva os tutores a saírem de casa, aumentando interações sociais e exercitando seus cérebros. Após quatro anos de pesquisa, ficou evidente que ter um cão exerce um “efeito supressivo” no desenvolvimento da demência.

Atividade e Interações Sociais:

Os pesquisadores destacam que a posse responsável de um cão aumenta a atividade física e as interações sociais dos idosos. Levar o cão para passear torna-se uma prática regular, contribuindo para a saúde mental dos tutores. A atividade física e as interações sociais desempenham um papel vital na manutenção da saúde cerebral e na prevenção da perda cognitiva.

Exercício e Socialização Reduzem o Risco:

Donos de cães com hábitos regulares de exercício e sem isolamento social apresentaram um risco significativamente menor de demência incapacitante. Mesmo para aqueles que não praticam exercícios regularmente ou enfrentam isolamento social, a presença de um cão ainda reduz o risco quando comparado a idosos sem animais de estimação, que não se exercitam ou socializam.

Alívio do Estresse em 20 Minutos:

Além dos benefícios cognitivos, pesquisadores da Escola de Psicologia da Universidade de Wollongong sugerem que apenas 20 minutos de interação, como acariciar um cachorro, podem diminuir os níveis de cortisol, o hormônio do estresse. Este aspecto é vital, especialmente considerando os desafios emocionais enfrentados na terceira idade.

Ter um cão na terceira idade não é apenas sobre companhia. A pesquisa destaca os benefícios, desde a redução do risco de demência até a promoção de atividades físicas e interações sociais. Na Estrela Azul, reconhecemos a importância dos animais de estimação na vida das pessoas. Oferecemos suporte não apenas nos momentos difíceis, mas também na promoção de uma vida plena. Descubra como podemos ajudar você e seus entes queridos a desfrutar de todos esses benefícios. Fale com nossa equipe hoje mesmo.

Nossos Endereços

MATRIZ

FILIAIS

Ligue para nós

ASSISTÊNCIA 24H

TELEFONES

FINANCEIRO, COBRANÇA E BOLETOS

Entre em contato pelo nosso e-mail

E-MAIL

Outros Conteúdos

Animais de estimação no processo de luto. Plano funeral para pet

Animais no Processo de Luto

Durante o luto, lidar coma perda de alguém que amamos, a companhia de um animal de estimação pode ser uma fonte incrível de apoio. Leia nosso artigo.

Leia Mais »
Plano funeral acima de 80 anos. Imagem de um senhor branco abraçando uma mulher e homem jovens.

Plano Funeral Acima de 80 Anos

O Plano Funeral acima de 80 anos é a escolha ideal para quem busca cuidado e segurança familiar. Saiba mais sobre esse plano em nosso artigo.

Leia Mais »
Scroll to Top